Skip to main content

Com voluntariado corporativo, empresas privadas incentivam colaboradores a participar de projetos sociais

Release   •   Mai 26, 2014 19:40 GMT

Prática em crescimento no Brasil, o voluntariado corporativo – ou empresarial – apresenta resultados não apenas para os beneficiados, mas também para as empresas e seus colaboradores. Dados do CBVE – Comitê Brasileiro de Voluntariado Empresarial apontam que 62% das companhias com projetos de voluntariado são empresas privadas nacionais, 19% multinacionais e 2% estatais. 

Em 2012, por exemplo, 50,55% das empresas com este tipo de projeto no Brasil eram de grande porte. Tais companhias têm investimentos anuais em voluntariado corporativo que variam de R$ 10 mil a R$ 500 mil.

Segundo Cibele Lara, diretora executiva da Junior Achievement São Paulo, associação educativa que leva o empreendedorismo aos jovens, o voluntário, ao realizar um trabalho social, desenvolve habilidades que serão aplicadas em seu dia-a-dia de trabalho. “Nosso material dá apoio para que o voluntário sinta-se preparado e possa atuar com segurança nas atividades”, explica. As ações para os voluntários são realizadas com horas programadas e cada projeto tem, no máximo, 15 semanas de duração. Grandes empresas têm como política ceder um determinado número de horas mensais para a realização de ações sociais. 

A Gerdau, por exemplo, possui o Programa Voluntário Gerdau (PVG), que estimula seus colaboradores a exercerem a cidadania por meio do trabalho voluntário nos projetos que a empresa apoia. “O PVG visa sensibilizar, mobilizar, capacitar e reconhecer as atividades voluntárias dos nossos colaboradores. Os voluntários atuam nas mais diversas organizações como escolas, ONGs, micro e pequenas empresas, entre outras, compartilhando seus conhecimentos ao abordar temas como gestão e empreendedorismo, incentivando a educação, a cultura, o esporte e a solidariedade”, afirma José Paulo Soares Martins, diretor do Instituto Gerdau.

Existem diversas razões que levam as empresas a realizar ações voluntárias, entre elas a contribuição para o desenvolvimento da comunidade, o fortalecimento da imagem da empresa junto ao público interno e externo e a ampliação das competências e habilidades dos colaboradores.

Sobre a Junior Achievement

A Junior Achievement é uma associação educativa, sem fins lucrativos, criada nos Estados Unidos, em 1919, com o objetivo de levar o empreendedorismo aos jovens, ainda na escola. Atualmente, o trabalho da Associação estende-se a mais de 120 países. No Brasil, a Junior Achievement atua nos 26 Estados e no Distrito Federal através da parceria com a iniciativa privada. Seus projetos já beneficiaram 3,3 milhões de crianças e jovens brasileiros. Para saber mais, acesse www.jasp.org.br.  

Arquivos anexados

Documento do Word

Comentários (0)

Adicionar comentário

Comentário