Imagem Corporativa

Empresários, executivos e políticos destacam engajamento como chave para metas da COP 21

Notícia   •   Dez 10, 2015 17:01 GMT

Paralelamente à Conferência do Clima das Nações Unidas, a COP 21, o jornal The New York Times promoveu um seminário que abordou os aspectos do clima sob a ótica econômica e de negócios.

Ciro Dias Reis, CEO da Imagem Corporativa, acompanhou o evento, focado nas políticas públicas necessárias para nortear esforços dos diferentes governos em busca de energias limpas capazes de conter o aquecimento global. A presença dele no evento promovido pelo NYT possibilitou uma cobertura exclusiva acerca dos debates realizados. Durante a COP 21, a agência de PR já havia organizado o seminário “Clima e Sustentabilidade: desafios e soluções brasileiras”, no chamado Solutions COP 21.

Durante os dias 8 e 9 de dezembro, empresários, executivos e políticos deram entrevistas aos jornalistas do NYT no palco do evento e puderam compartilhar suas ideias. Eles mostraram que o engajamento pode fazer a diferença para que se tornem efetivas as metas específicas desenhadas pela COP 21.

A lista dos nomes sabatinados incluiu o secretário de Estado norte-americano, John Kerry; o governador da Califórnia, Jerry Brown; o secretário de Energia norte-americano, Ernest Moniz; e o secretário-geral da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), Angel Gurria. CEOs e altos executivos de empresas globais também contribuíram com suas ideias, entre eles o executivo número 1 da Unilever, Paul Polman, assim como o CEO da Nissan, Carlos Ghosn; o co-fundador da Natura, Guilherme Leal; além de líderes do Google, Ikea, Novozymes, Ericsson, Facebook, Kellog, Allianz, London Business School e de organizações chinesas.

A mensagem deixada pela maioria deles é que a COP 21 e suas diretrizes vão definitivamente virar a página em termos de engajamento do mundo político e de negócios na questão climática diante da urgência de se combater o aquecimento global. “Investir em alternativas energéticas pode significar mais oportunidades de negócios do que as proporcionadas com tecnologia em anos recentes”, disse John Kerry. Para Jerry Brown, o mundo está passando da era fóssil para a era bio-renovável.

Feike Sijbesma, chairman e CEO da Royal DSM, empresa que deixou a área química para focar os negócios em ciência da vida, foi mais enfático e otimista acerca do que está por vir. "Nós sobrevivemos milhares de anos sem os combustíveis fósseis. Portanto, há um futuro à frente deixando-os de lado".

Para Carlos Ghosn, a COP 21 é o verdadeiro chamado para uma ação conjunta em todo o mundo para que se reduza o impacto das atividades humanas no planeta. Mostrando-se preocupado com a questão ambiental, ele defende a expansão por parte do poder público da infraestrutura necessária à popularização dos carros elétricos.