Imagem Corporativa

Você está sabotando sua dieta? Saiba como parar!

Notícia   •   Ago 28, 2015 14:05 GMT

Não é difícil encontrarmos um amigo ou amiga reclamando que está fazendo dieta, mas não está emagrecendo. Isso quando não somos nós passando por essa situação. Um dos motivos mais comuns para isso acontecer é que nós nos sabotamos - mesmo sem saber.

“Só hoje”, “só esse brigadeiro” ou “tudo bem, fiz exercício” são falas conhecidas do mundo das dietas e podem ser o primeiro passo para estragar todo o esforço que você já investiu. No entanto, algumas atitudes que nem desconfiamos serem erradas podem prejudicar. Ser a sua própria “pedra no caminho” pode ser uma sensação bastante frustante e desanimadora.

Um motivo que torna esse deslize bastante comum e difícil de combater é que muitas vezes ele acontece quando você cede à tentação e come algo que não devia. Momentaneamente, você se sente recompensado - a comida tem um gosto bom e você gosta de como você se sente quando você está comendo -, mas logo depois vem a avalanche de culpa e o “não deveria ter comido isso”.

Para você deixar de ser seu próprio obstáculo, o primeiro passo é entender o que você está errando e, em seguida, encontrar estratégias para solucionar. Para ajudar, Susan Bowerman, nutricionista e Diretora de Treinamento de Nutrição da Herbalife, elencou os deslizes mais comuns e deu algumas dicas.

#1 Você pula refeições ou corta muitas calorias do dia

É quase lógico pensar que, se você pular refeições ou eliminar alimentos de forma drástica, você vai deixar de consumir mais calorias ao longo do dia. Mas raramente funciona dessa forma. Pular refeições e privar demais as calorias invariavelmente levam à fome incontrolável e, como consequência, você comerá demais e sem critério para escolher os alimentos.

Dica: Planeje a distribuição das calorias diárias ao longo de três refeições e, em média, dois lanches saudáveis. É mais fácil se controlar quando você sabe que vai comer regularmente a cada 3 horas aproximadamente e ajudará a acabar com a sensação "morrer de fome". Procure montar o prato com alimentos saudáveis para obter todos os nutrientes: todos eles são igualmente importantes na alimentação diária. Para os lanches entre as principais refeições, opte por uma fruta, sopa instantânea, iogurte ou barra de proteína, por exemplo.

#2 Você come demais nos finais de semana

Não é difícil apenas algumas indulgências no fim de semana estragar uma semana de alimentação balanceada. Se você está constantemente dando dois passos para frente e dois passos para trás, o peso não irá reduzir.

Dicas: Faça a sua pesagem semanal nas manhãs de sexta-feira, ao invés de segundas. Se você teve uma boa semana, isso vai ajudar a continuar motivado durante todo o fim de semana. Você pode também fazer um "banco" de algumas poucas calorias durante a semana para compensar no fim de semana - mas tenha cuidado e avalie bem as calorias das “besteiras” que irá comer - normalmente esses alimentos tem muito mais do que poupamos. Outra dica é fazer uma refeição ou um lanche antes de sair para festas ou churrascos, por exemplo. Assim, você não sentirá fome durante o programa e poderá controlar muito melhor o que irá comer.

#3 Você compensa o que gastou na academia

Muitas pessoas acreditam que queimaram mais calorias durante o exercício do que realmente fizeram - e usam esse argumento como desculpa para comer mais.

Dica: Calcule quantas calorias você realmente está queimando com seus exercícios (você pode encontrar muitos recursos on-line ou pedir ajuda para um profissional) e comparar com as que você está comendo. O ideal para quem quer reduzir o peso é que ao final do dia exista um déficit calórico.

#4 Você não mede porções

Muitas pessoas que fazem dieta acabam medindo as porções pelo olhar e estimam calorias sem material de base. É muito fácil errar as quantidades ou contagem de calorias por esse método, pois está baseado em percepções. Você pode estar comendo muito mais calorias do que pensa.

Dica: Pesar e medir frequentemente e com a maior precisão que puder. Saiba quanto seus pratos comportam e use as medidas adequadas.

#5 Você se deixa seduzir pelos rótulos

Na hora de comprar um produto, é importante que não se deixe influenciar pelos destaques do rótulo. Os alimentos que tem avisos de "baixo teor de gordura", "feitos com grãos inteiros" ou "sem glúten" não são necessariamente tem poucas calorias ou é a melhor opção para você.

Dica: Leia atentamente as informações nutricionais para saber quantas calorias você está recebendo por porção - e que nutrientes você está (ou não está) ingerindo. Procure um nutricionista para saber qual o tipo de produto se adéqua melhor ao seu objetivo e organismo.

#6 Você não dá tempo aos novos hábitos

Pode levar semanas para novos hábitos se estabelecerem e passarem a ser parte da rotina. Muitas vezes, por não estarmos acostumados, desistimos depois de alguns dias.

Dica: Em primeiro lugar, entenda se esse novo hábito que você está tentando estabelecer é razoável e algo que você pode e gosta de fazer. A adoção do estilo de vida saudável e ativo requer algum tempo de adaptação e deve ser gradual. Por isso, atividades que trazem prazer são as melhores opções. Reconhecer a mudança de comportamento é um processo e você pode escorregar em velhos hábitos de vez em quando. Tenha confiança e reconheça cada vez que você executar um novo hábito no lugar do antigo.

#7 Você deixou um deslize na dieta estragar o resto do seu dia

Você fugiu da dieta e comeu algo que você não deveria. Então, você come tudo que tem vontade durante o dia, prometendo que vai voltar à seguir a alimentação e fazer exercícios no dia seguinte.

Dica: Você não pode mudar o que você já fez, mas certamente você tem controle sobre o que fazer em seguida. Se comeu algo fora do planejamento, supere. Lembre-se que, se você tiver cuidado, provavelmente ainda pode chegar ao final do dia com as calorias adequadas.

#8 Você tenta fazer coisas demais

Se você é do tipo que chega em casa, come besteira e nunca cozinha, você não pode, de repente, comprometer-se a correr todas as manhãs e cozinhar almoços saudáveis e jantares todos os dias.

Dica: Definir metas razoáveis e priorizá-las. Talvez você queira trabalhar alguns tipos de exercício primeiro e procurar por restaurantes mais saudáveis - somente mais pra frente, quem sabe, começar a cozinhar. Outra opção é procurar opções práticas para ter em casa: shakes, saladas, grelhados e verduras congeladas podem ajudar.

#9 Você se pesa com muita frequência

Subir na balança várias vezes ao dia não irá mostrar sua verdadeira evolução. Há uma variação natural do organismo de peso durante o dia, e mesmo entre os dias. Se pesar diariamente, ao várias vezes ao dia, normalmente é frustrante.

Dica: Pese-se apenas uma vez por semana - de preferência quando acordar na sexta-feira e sem roupa. Assim, você verá sua evolução semanal e ficará motivado a comportar-se no fim de semana.

#10 Você é muito duro consigo mesmo

Se você acha que deve ser perfeito - que você vai se exercitar todas as manhãs ou nunca comer outro pedaço de doce -, você está subindo demais sua própria régua. O dia em que você não cumprir qualquer uma dessas regras, você vai se martirizar.

Dica: Fale e apoie a si mesmo como faria com uma amigo. Dificilmente, você diria para alguém que essa pessoa nunca conseguirá alcançar seu objetivo porque não tem força de vontade ou não cumpre metas difíceis. Converse consigo: reconheça suas atitudes positivas e pequenas metas alcançadas.