GIFE

Expansão de negócios sociais no Brasil é destaque em debate do GIFE

Release   •   Ago 13, 2015 15:45 GMT

Em expansão no Brasil e no mundo, os negócios sociais estão na pauta de debates do GIFE, como tema de uma de suas agendas estratégicas. Para destacar a importância e os limites jurídicos dessas empresas autossustentáveis, que têm a missão de impactar positivamente uma comunidade solucionando problemas sociais e ambientais, o debate online “Negócios Sociais: panorama e conceitos” reuniu Maure Pessanha, diretora-executiva do Artemisia, Fabio Deboni gerente do Instituto Sabin e a advogada Aline de Souza, do Centro de Pesquisa Jurídica Aplicada da FGV para esclarecer pontos sobre o assunto.

“Sabemos globalmente que as organizações, sozinhas, não dão conta dos problemas sociais e ambientais do mundo. Para resolver isso, surgem novos modelos. O GIFE acredita ser essa mais uma forma de transmissão de recursos privados para o desenvolvimento do bem comum, tendo os investidores sociais um papel muito importante de apoio ao campo”, acredita Mariana Moraes, coordenadora de comunicação do GIFE e mediadora do debate.

Segundo Maure, os negócios sociais angariam cada vez mais adeptos, especialmente entre os jovens. “O tema exige a mente aberta para perceber que ‘social’ é bom e ‘negócio’ pode ser também. Todos precisam de uma nova estratégia para lidar com as mazelas sociais”, diz.

Pesquisa recente da FGV sobre o assunto mostra que existem no país 120 negócios sociais, enquanto que as organizações da sociedade civil somam mais de 290 mil. “É um setor emergente no Brasil. Juridicamente, há dois principais focos de atenção no Brasil: qual é a finalidade do negócio social e se o lucro será ou não distribuído”, explica Aline.

Sob a perspectiva do investidor, para Fábio do Instituto Sabin - que recentemente assou a trabalhar o tema - os negócios sociais tem uma linguagem própria, com a qual nem todos os investidores sociais privados estão familiarizados. “Mesmo assim, institutos e fundações podem se engajar de três formas: observar o diagnóstico e o cenário, pensar no ecossistema e, por fim, focar nos negócios”, pontua.

Mais de 115 pessoas participaram do debate, que pode ser visto, na íntegra, no YouTube: https://youtu.be/LvtfcThsMQY. Todos os meses, o GIFE realiza um debate online, ao vivo e gratuito, com temas de interesse do setor, previamente divulgados.

O GIFE é uma organização sem fins lucrativos com 131 associados que investem R$ 2,4 bilhões por ano na área social. A organização completa 20 anos em 2015 e é referência no Brasil em temas relacionados ao investimento social privado. O principal papel do GIFE é articular organizações privadas que apoiam causas de interesse público e gerar conhecimento sobre o campo. Sua missão é aperfeiçoar e difundir conceitos e práticas do investimento social, definido pelo repasse voluntário de recursos de forma planejada, monitorada e sistemática para projetos sociais, ambientais e culturais de interesse público.