Beneficência Portuguesa de São Paulo

Quando as crianças devem ir ao urologista?

Release   •   Set 25, 2014 14:00 GMT

Um dos mitos mais populares sobre os cuidados com a saúde refere-se à urologia.  Confundida por tratar apenas de pessoas do sexo masculino, essa especialidade médica é responsável por cuidar de todo o trato urinário.  “Meninos e meninas devem procurar o especialista caso apresentem disfunções relacionadas à urina” explica o Doutor Milton Skaff, urologista da Beneficência Portuguesa de São Paulo.

A infecção urinária é a doença mais popular entre as crianças e é causada pela presença de micro-organismos no trato urinário. Durante o primeiro ano de vida, ela é mais comum nos meninos, devido ao maior número de malformações congênitas, o que dificulta a limpeza do pênis. “Depois de um ano de vida, há maior incidência em meninas, pois a uretra feminina é mais curta e está localizada próxima ao ânus, contribuindo para o deslocamento de bactérias”, destaca o especialista.

A chamada enurese noturna, ou xixi na cama, também é um distúrbio que deve ser levado para o urologista. Skaff explica que podemos considerar que isso ocorra naturalmente até os cinco anos de idade, fase em que a criança está desenvolvendo o controle da micção. “Depois desse período, a enurese pode impactar negativamente a qualidade de vida das crianças e adolescentes” conta ele. Problemas psicológicos como timidez e depressão podem se desenvolver devido à enurese noturna, vista como uma forma de constrangimento pela sociedade.

Entre os meninos também pode haver incidências da fimose, dificuldade de expor a cabeça do pênis, pois a pele que a cobre é muito estreita, causando assaduras e cicatrizes. O local deve sempre ser bem higienizado e o urologista orientará a necessidade de uma pequena cirurgia. É importante que os pais fiquem atentos caso seus filhos apresentem vontade constante de ir ao banheiro, ardência e uma urina turva e com cheiro forte.  Os tratamentos urológicos são simples e essas doenças devem ser tratadas o quanto antes. 


Sobre Beneficência Portuguesa de São Paulo

Fundada em 1859, a Beneficência Portuguesa de São Paulo é a maior instituição hospitalar privada da América Latina, contando com aproximadamente 7.500 colaboradores e 2.200 médicos, e com uma gestão baseada na qualidade assistencial, humanização, ensino e pesquisa, além de um corpo clínico formado por renomados especialistas. A instituição é referência no atendimento médico hospitalar em mais de 60 especialidades, como cardiologia, oncologia, neurologia, gastroenterologia, ortopedia, urologia, entre outras. Atualmente, a Beneficência Portuguesa conta com três hospitais que somam mais de 2.000 mil leitos de internação. O Hospital São Joaquim, primeiro pilar da Instituição, realiza atendimento ao Pronto Socorro, UTIs, Internações e Cirurgias. Em 2007, foi inaugurado o Hospital São José, que se destaca pelo atendimento oncológico com padrões internacionais, entre outras especialidades. Em 2012, o Hospital Santo Antônio foi criado com o objetivo de oferecer atendimento a pacientes usuários do Sistema Único de Saúde, reforçando a responsabilidade social e carácter beneficente da Associação. Já em 2013, a Instituição criou o Centro Oncológico Antônio Ermírio de Moraes para ser um dos maiores e mais completos núcleos de tratamento de câncer no país.