Skip to main content

Futuro da educação é tema de relatório que será lançado em agosto

Release   •   Ago 18, 2015 11:57 GMT

Como será a educação brasileira em 2032? Para responder a esta pergunta, um Grupo Convocador – composto por importantes atores da educação, entre eles o GIFE – lança este mês o documento “Cenários Transformadores da Educação Básica”, com quatro histórias que descrevem possíveis futuros para a educação no País. Estes relatos reúnem possibilidades, desafios, riscos e alertas para a educação nacional.

Produzido a partir de uma metodologia inovadora, coordenada pelo Instituto Reos, com a proposta de juntar pessoas para que construam histórias sobre o futuro da educação, o documento será lançado no dia 20/08, em São Paulo. Durante o evento, será apresentado um site em que o material estará disponível para download. Para participar, é preciso fazer inscrição prévia (informações abaixo).

“A partir de um conjunto diverso de visões, o relatório apresenta quatro cenários para a educação básica que nos ajudam a informar nossas ações no presente. Qualquer organização que trabalha pela qualidade da educação no Brasil encontrará importantes reflexões no material apresentado”, diz Andre Degenszajn, Secretário-Geral do GIFE.

Além do GIFE, integram o Grupo Convocador: Todos pela Educação, Ação Educativa, Campanha Nacional pelo Direito à Educação, Conselho Nacional de Secretários de Educação e União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação. O grupo é responsável por indicar os 71 entrevistados para a produção do material. Na segunda fase do projeto, 41 professores, alunos, diretores, gestores e diretores de organizações participaram de oficinas de construção coletivas.

Serviço

Lançamento de “Cenários Transformadores da Educação Básica”
Data: 20/08
Horário: a partir das 11h
Local: Centro Brasileiro Britânico
Endereço: R. Ferreira de Araújo, 741, Pinheiros, São Paulo
Inscrições: até 18/08 pelo e-mail brasil@educacaobasica2032.org.br. As vagas são limitadas.

O GIFE é uma organização sem fins lucrativos com 131 associados que investem R$ 2,4 bilhões por ano na área social. A organização completa 20 anos em 2015 e é referência no Brasil em temas relacionados ao investimento social privado. O principal papel do GIFE é articular organizações privadas que apoiam causas de interesse público e gerar conhecimento sobre o campo. Sua missão é aperfeiçoar e difundir conceitos e práticas do investimento social, definido pelo repasse voluntário de recursos de forma planejada, monitorada e sistemática para projetos sociais, ambientais e culturais de interesse público.

Comentários (0)

Adicionar comentário

Comentário